Faculdade promove o evento “Fraunhofer na Facens” | Inova Sorocaba

Agenda da Inovação

Faculdade promove o evento “Fraunhofer na Facens”

13 de maio de 2015
|

Fonte: Facens

O termo Indústria 4.0 sugere uma quarta geração do desenvolvimento industrial. Para entender melhor seu significado é preciso olhar para a história moderna, que teve como importante marco a Revolução Industrial, iniciada na Europa em meados do século 18 com os avanços resultantes da invenção da máquina a vapor. O invento permitiu um significativo aumento na produção da indústria têxtil e mudou também as relações do homem com o trabalho. A segunda revolução industrial diz respeito à introdução da linha de montagem promovida na indústria automobilística por Henry Ford, a partir de 1913. A inovação resultou do uso da energia elétrica e mais uma vez permitiu multiplicar a capacidade de produção (foram feitas cerca de 15 milhões de unidades do Ford modelo T ao longo de quase uma década e meia). Com o tempo, as inovações foram adotadas em outras indústrias de manufatura. Foi a instalação da produção em massa.

 A terceira etapa da evolução industrial coincide com a chegada do computador ao ambiente fabril, no início dos anos 1970, e promove a automatização das linhas de montagem. Com ajuda de recursos eletrônicos, em algumas etapas do trabalho mecanismos autônomos chegam a substituir a mão de obra humana.

 Uma nova revolução

A Indústria 4.0 diz respeito a uma nova revolução industrial e envolve a comunicação entre máquinas. O termo foi utilizado pela primeira vez em 2011, na Feira Industrial de Hannover, na Alemanha. No ano seguinte um grupo de trabalho denominado Indústria 4.0, liderado por profissionais da Robert Bosch e da Academia de Ciência e Tecnologia da Alemanha, pesquisou e elaborou uma proposta entregue ao governo alemão, com recomendações para a implementação desse programa.

 Entre os princípios que norteiam os objetivos da Indústria 4.0 estão: capacidade de intercâmbio operacional (conhecida como Internet das Coisas, ou seja, a possibilidade entre os meios cibernético e físico de se comunicar e trocar informações entre si); a existência de um modelo virtual e modelos de simulação para todos os processos e sistemas da “fábrica inteligente”, ação em tempo real (envolvendo capacidade de colher e analisar dados em tempo real e tomar decisões de forma imediata), além da flexibilidade necessária para adaptar a fábrica inteligente às demandas atuais.

 Como será o evento

O evento que está sendo promovido pela Facens apresentará a Fraunhofer-Gesellschaft, maior organização de pesquisa aplicada da Europa, com uma equipe de 23 mil pessoas atuando em mais de 80 centros de pesquisa, incluindo 67 Institutos Fraunhofer espalhados pela Alemanha.

 O instituto atende às demandas de empresas públicas e privadas com o objetivo de beneficiar toda a sociedade. Como Brasil e Alemanha são países parceiros na área de pesquisa científica há mais de 40 anos, aproximadamente um terço de todos os Institutos Fraunhofer já desenvolve algum tipo de atividade no Brasil.

 No workshop “Fraunhofer na Facens: Indústria 4.0” o assunto será apresentado a um público com foco na área, durante os dias 26 e 27 de maio, no auditório da Facens.

 O evento

Será mostrada a nova solução como um dos principais motores da inovação para a indústria de manufatura nos próximos anos. O intuito é melhorar a produtividade dos sistemas de fabricação e a colaboração entre as empresas no futuro. Entre as possibilidades estão: troca fácil de vários tipos de dados, procedimentos de automação auto otimizáveis, fusão de software, hardware e sistemas de sensores na produção.

 “Conforme estudos da Boston Consulting Group, o conceito Industria 4.0 deve gerar centenas de milhares de novos empregos na Alemanha nos próximos 10 anos. Isso não será diferente no Brasil, porém, irá requerer desenvolvimento educacional e treinamento de alto nível da mão de obra no país. A Facens, por meio desta iniciativa pioneira na região, demonstra que está preparada para dar sua contribuição na formação da mão de obra do futuro”, comenta Romeu Massonetto, coordenador do evento.

 Além dele, participam do evento Dr. Markus Große Böckmann, engenheiro e chefe do departamento de Qualidade de Produção no Instituto Fraunhofer, Bruno Vallarelli Guerreiro, que é engenheiro, doutorando do Programa Ciência sem Fronteiras e assistente científico no Instituto Fraunhofer, e ainda Björn Falk, engenheiro e chefe do departamento de Gerenciamento de Produto no Instituto Fraunhofer, que atua como líder em vários projetos de pesquisa e desenvolvimento nas áreas de Desenvolvimento de Produto e Realização. O evento será ministrado em inglês. Vagas limitadas. Mais informações e inscrições pelo site www.facens.br